[Artigo] Santíssima Trindade do Professor

post-artigo-ido

Artigo traduzido, pessoal! Escrito por um ser humano que nos inspira a sempre sermos melhores alunos e professores. Um cara responsável por uma grande mudança de paradigma na forma como enxergamos a nossa cultura física atual! Ido Portal. Um cara com quem aprendemos e continuamos a aprender muito. Nesse artigo ele fala um pouco sobre a “santíssima trindade do professor” um termo que usou brincando pra descrever alguns pontos importantes pra reconhecer um verdadeiro professor nesse mundo atual de excesso de informação (ruim) e de profissionais que se apoiam muito mais no marketing de seus produtos do que em uma real educação de seus alunos!

Bom, chega de falar e leiam vocês mesmo esse breve texto cheio de sacadas interessantes! Até a próxima.

“As pessoas sempre me perguntam quem é um bom professor na minha opinião e eu devo admitir que poucos devem receber esse título.
A maioria dos programas de treinamento e coaches por aí são bem sucedidos por causa do marketing, não pela qualidade da instrução.

A Internet e ou Facebook são lugares de conversa, onde a circulação da teoria fala mais alto do que a prática.
Há muitas coisas que SOAM bem, mas contam com pouca prática por trás para apoiar as alegações monumentais que fazem, na maioria dos casos.

Por isso, sugiro uma solução simples:
Não perca tempo lendo/ouvindo ALEGAÇÕES. Olhe para as provas/falta de provas.

Se você vê um sistema/método/professor publicar os resultados de um aluno e outro aluno e depois mais um, provavelmente você está no lugar certo.

Apenas certifique-se de que o professor em questão passe no teste da “Santíssima Trindade do Bom Professor”:

1. MOSTRE-ME SEUS ALUNOS. Existem resultados repetitivos e eles vêm (também) de demografias semelhantes à sua. Um treinador de CRIANÇAS (a maioria dos treinadores de ginástica, por exemplo) pode não necessariamente reproduzir os seus resultados com adultos. Um treinador de iniciantes nem sempre é capaz de demonstrar eficácia com níveis avançados, etc.

2. SEM IDIOTICE. A teoria que embasa a prática deve ser sólida. Você notou algum erro? Notifique-o. Se ele não lidar com isso, siga em frente. Todo mundo pode cometer erros, mas você deve corrigir suas ações quando perceber que cometeu um.

3. CAMINHE O CAMINHO. (O conceito de botar a própria “pele em jogo”, de Nasim Taleb, deve ser pesquisado aqui) O professor pratica o que prega. Sem exceções. Se ele acredita tanto no que faz, por que não? Em qualquer idade – ALGUMA COISA você pode fazer, você pode praticar o que você recomenda que outros pratiquem, sério – sem exceções.

Isso é o que eu chamo de a Santíssima Trindade do Bom Professor.

Raro? Pode crer que sim. Bons professores são difíceis de encontrar.
Ido.”

Publicar Comentário